refresh
ask

texts
I realized that the fairy tale was a lie then I woke up.
Hoje mais do que nunca eu queria você aqui. Eu queria você aqui para cuidar da dor, para cuidar de mim. Eu queria você aqui, simplesmente para te ver sorrir. E ver que você não está dói. E dói muito! Mas sei que tudo tem um porque não é mesmo? E sei que aos poucos outras pessoas estão curando o mal que você me causa. E eu tenho medo, muito medo disso. Espero que você não se arrependa tarde demais. 


“Era patético esperar que ele voltasse. Não existia uma razão para que ele voltasse, nem ao menos um motivo, uma desculpa. Eu sabia que não devia ter esperanças, mas eu estava ali, cultivando esperanças como se fossem flores, e não só isso, eu estava cultivando um jardim inteirinho de grandes e perfumadas esperanças, esperando que um dia ele as visse e resolvesse voltar, fazer um buquê delas e me dar de presente. Só tinha um problema, até mesmo esperanças murcham.”

Tá difícil seguir sem você. Parece algo intrínseco ao meu ser, entranhado na pele. Você marcou de uma forma que meu coração jamais vai esquecer, por mais que a cabeça se esforce. É uma falta que assombra o peito, questiona a vida. Não deveria estar escrevendo isso. Parece que estou pedindo para voltar. Não estou. Quero apenas me eximir de qualquer culpa ou rancor, te mostrar o quanto você sempre fará parte de mim. Preciso seguir em frente, mas para isso tive que colocar você numa espécie de eternidade emocional. Só me resta agora reconstruir minha história, encerrar um ciclo, transformar você naquilo que você já é, no que se tonou para mim: lembranças.


Agora você é apenas uma pessoa que infelizmente ficou no meu passado, num passado que eu daria qualquer coisa que voltasse a ser o meu presente novamente. Uma pessoa que eu amo, e acredito que sempre vou amar. Tudo o que eu sentia por essa pessoa ainda continua vivo aqui dentro de mim, sinto tanta falta dos carinhos, dos abraços, dos beijos, do nosso amor.. Amor? Não sei se era realmente amor da parte da outra pessoa, porém da minha parte era amor demais, era um amor imenso, e ainda é, mesmo eu negando, mesmo eu falando milhões de vezes que já esqueci tudo que vivemos, que já esqueci essa pessoa, no fundo eu sei que estou mentindo, no fundo sei que ainda penso 24 horas em tudo que passamos juntos, penso 24 horas nessa pessoa, é algo realmente torturante as vezes, porque você reza e pede pra esquecer essa pessoa, mas não adianta, parece que quanto mais pede, mais pensa nela, mais a quer por perto. Mas foi passado, e passado por mais que a gente queira que virasse o presente, infelizmente não é. 


“Você tem noção da dor que eu senti quando você partiu? Você tem noção de quantas madrugadas passei chorando só pela angustia de você está longe de mim? Você tem noção de quantas horas passei olhando meu celular só esperando uma simples mensagem sua? Você tem noção de quantas horas passei planejando nosso futuro? Você tem noção do quanto me importo com você? Você pelo menos tem noção do quanto eu penso em você num só dia? Você tem noção de quantas vezes desejei seu abraço e não pude ter? Você tem noção de quantas coisas eu tive que suportar só pra te ter ao meu lado? Você tem noção de quantas coisas tive que enfrentar por você? Você tem noção de quantas horas passei olhando o relógio esperando você chegar? Você tem noção de quantas vezes liguei o computador na madrugada ainda com esperanças de te ver online? Você tem noção do quanto eu te amei?”


“Minha tristeza, na verdade, era falta de você. Era saudade. Era apego implorando pra não virar desapego. Era amor pedindo pra não ter fim, era amizade pedindo pra nascer de novo, era uma historia implorando um recomeço.”
~ Bernadete Guedes.   (via terminar)

“E mais uma vez, eu abri uma página sua de uma rede social e fiquei olhando sua foto. Como eu já sorri olhando praquilo, você não tem idéia. Mas das ultimas vezes, infelizmente não era sorrindo que eu olhava, era com desanimo, com saudade e mágoa misturadas. Porque você tinha que morrer? Porque você tinha que matar tudo que eu sentia? Me obrigar a morrer também. Me obrigar a fingir estar viva pra todo mundo. Me obrigar a não chorar, quando tive vontade de chorar. Vontade de te esmurrar, te dizer que você é um idiota, um babaca, um cretino, um fraco, nunca passou disso. Nunca uma piada sua foi engraçada, nunca você me surpreendeu. Nunca. Mas eu não consigo deixar de pensar em você, a cada dia, a cada ato meu. E quando eu procuro outras pessoas, eu procuro imaginando você me vendo. E tendo ódio de mim. Porque eu quero que sinta ódio. Porque ódio significa alguma coisa, e é melhor que indiferença. Você que já foi tudo, já foi minha esperança, foi meu futuro imaginado, hoje não é nada. Não passa de uma foto numa rede social. Se eu vivo bem sem você, por que eu continuo te olhando? Por que eu sempre volto aqui? Por que eu ouço musicas que falam de tristeza? Por quê? Você não vale isso. Mas eu faço. Eu continuo fazendo. Como uma cerimônia de luto, eu sigo a risca. Mas acontece que você não morreu de verdade, do jeito que eu preferia que morresse. Você está ai vivo, vivendo sua vida, fazendo suas coisas, feliz, tranqüilo, sem sentir minha falta, sem olhar minha foto em rede social. Por que eu não consigo? Por que você não podia ser alguém? Eu esperei muito de você? Não. Eu não esperei nada, eu entendi tudo, eu entendia o que ninguém entenderia. Eu respeitei. Eu fiz como você quis. Tudo. Eu me anulei. Eu deixei de me amar, pra todo meu amor ser só seu. Eu voltei atrás. Eu chorei, eu pedi desculpas, eu agüentei besteiras. Agüentei tudo. Ajuntando do chão, migalhas do seu carinho, migalhas do seu amor. Do seu jeito explosivo e calmo. Um dia me amando como se a terra fosse acabar depois da meia noite. No outro dia um desconhecido me pedindo pra tratá-lo como qualquer um, por favor. Você é meu personagem favorito. O dono de todos os meus textos, de todas as minhas histórias. O dono da curvinha das minhas costas. E eu tenho que dizer isso agora, só pra uma foto numa rede social. Porque você morreu na minha vida. Você pediu demissão, seu cargo era o de presidente, era membro honorário do conselho, tinha tapete vermelho e eu me vestiria até de secretária se te agradasse. E você pediu demissão, sem aviso prévio nem nada. Me diz agora? Como viver bem? Como sobreviver, sem essa ponta de angustia? Eu sou feliz, cara. Eu sou feliz demais. Mas eu sou infeliz demais, quando penso em você. Quando penso no que poderia ser, no que poderia ter sido. Eu sei que não dá. Eu nem quero que dê. Não quero mais. Mas não sei o que fazer com esse nó. Vai passar né? Eu sei. Com o tempo eu não vou mais olhar sua foto, nem sofrer, nem pensar o quanto é infeliz tudo o que aconteceu. Tomara que passe logo. Porque a vontade de te ressuscitar as vezes, me domina.”
~ Tati Bernardi, A sua foto.  (via terminar)

Todas as fotos se encontravam espalhadas pelo chão, meu coração trancafiado em uma caixa pois já não me restam forças pra lutar. E me pergunto se isso passa por sua mente, são duas e quinze da manhã e preciso de você,me encontro sozinha em um lugar que deveria chamar de lar,mas desde sua partida já não o reconheço, são apenas paredes e fotos que me afastam da loucura..ou me aproximam. Duvidas,perguntar na certeza de não ter respostas, criar equações sabendo que nunca chegarei a seu resultado final, é isso o que me resta. Raiva ao ter que ver todas as reclamações, lágrimas ao saber que nunca serei boa o suficiente, medo de não ter novamente o que talvez nunca tenha sido meu. Onde você esta agora para me proteger? Ao menos se lembra de mim ou sou apenas uma fotografia, paralisada no tempo em momento que nunca deveriam ter passado? Volte a me dizer que a tempestade passa,e que estrelas brilham mais forte depois dela pois apenas você tem a chave para recuperar meu coração trancafiado.

       Joanna Camargo


“Quero sexo contigo,
No sofá,
No chão,
No carro,
Na piscina,
No banheiro,
No elevador,
Na nossa cama,
Na mesa da cozinha,
Num beco sem saída,
No provador de roupa,
Desde que seja com você,
Não importa onde que seja.”
~ Porque sexo já é bom, imagine com você.  (via terminar)